10 passos para contratar profissionais talentosos

04/06/2018 | Redação

Contratar profissionais que tenham habilidades técnicas e com características que vão fazer diferença no ambiente de trabalho não é tarefa fácil. No mercado, sobram talentos para enriquecer sua equipe, mas encontrá-los exige um processo seletivo bem-feito. Aprenda aqui!

 

Texto: Ana Carolina Carvalho

Fotos: Shutterstock

 

Ter um salão bacana não envolve apenas decidir que vai trocar a sua estação de trabalho como cabeleireiro pela cadeira de chefe. É nesse desejo que tudo começa, mas para abrir um espaço bem cuidado, em que os clientes fiquem com vontade de entrar, é preciso contratar profissionais talentosos. E não é papo de especialistas em RH, mas as pessoas que irão atuar no seu estabelecimento vão mostrar quais são os seus valores e a sua proposta de trabalho.

Mais: elas estarão na rotina com a clientela, tão difícil de conquistar, mas que, por qualquer descuido, perde-se. Por isso, é essencial fazer um processo seletivo rigoroso e com planejamento. “Recrutar profissionais exige tempo e critério. Quando realizado com pressa, é fácil fazer uma contratação errada”, lembra Claudia Santos. Ela é especialista em gestão de pessoas e diretora da Emovereyou, empresa dedicada à formação de líderes e recrutamento, de São Paulo. Mas não é impossível formar um time afinado, confira as dicas a seguir.

10 passos para contratar profissionais talentosos

1- Escreva o seu manifesto

Uma empresa, não importa se é um salão de beleza ou um banco, sempre tem um propósito de trabalho. Com tantas mudanças na área de gestão de negócios, o que antes costumava-se chamar de missão, ganhou um nome mais forte: manifesto. É nele que são respondidas perguntas como quais são os objetivos dos serviços oferecidos, quem é o público-alvo, como os clientes serão atendidos e como se sentirão enquanto estiverem no espaço e quais os valores que devem ser preservados ali.

À primeira vista, pode parecer que desenhar essa declaração não é tão necessário, mas são essas informações bem traçadas que vão ajudar a definir o perfil esperado dos profissionais que estarão ao seu lado e tornar o processo seletivo menos subjetivo. “Se para o empresário, por exemplo, é importante ter um ambiente tranquilo e alegre, é necessário contar com colaboradores gentis e bem-humorados”, explica Claudia Santos.

 

2- Entenda o processo todo

“Também é preciso conhecer muito bem o passo a passo do atendimento, desde quando o cliente procura o salão de beleza para um agendamento até o pós-serviço”, avalia Maria Terezinha Peres, consultora de negócios do Sebrae-SP. Quais atividades estão envolvidas nesse longo processo? “Com esse roteiro, o empresário consegue definir de quais profissionais precisará: recepcionista, manobrista, copeira, manicures, depiladoras, cabeleireiros, auxiliares, etc”, ensina a especialista.

10 passos para contratar profissionais talentosos

3- Trace um perfil

Com o seu manifesto em mãos e o quadro de colaboradores elaborado, é hora de definir o perfil de cada profissional da sua equipe. “Quais são as características técnicas e comportamentais esperadas de cada um deles?”, questiona Maria Terezinha Peres. Além de dominar o seu trabalho, a pessoa também deve ter outras qualificações.

Segundo Claudia Santos, da Emovereyou, vale a pena considerar um “chá” que compreende uma mistura equilibrada de atitudes, habilidades e competências. No caso de uma recepcionista, por exemplo, como você gostaria que ela fosse? Ela precisa saber se comunicar bem? Ser gentil, prestativa e pontual? E um cabeleireiro? Ele pode ter uma agenda flexível, mas tem que ser amável e cordial?

 

4- Selecione os currículos

O documento ainda é considerado a primeira maneira de um candidato se apresentar, apesar de não ser a mais completa. Por meio dele, já dá para conhecer um pouco o jeitão do profissional: se ele é atualizado e participa frequentemente de cursos de reciclagem, em quais lugares já trabalhou e por quanto tempo e algumas habilidades técnicas. “A avaliação do currículo ajuda na primeira triagem de candidatos. É interessante fazer um processo seletivo com cinco a oito pessoas e chegar a três finalistas”, fala Claudia Santos.

Buscar talentos para essa primeira etapa exige paciência e muita procura. Peça indicações para amigos e clientes e procure bancos de currículos das escolas profissionalizantes. “Ampliar essa busca facilita encontrar a pessoa certa”, indica Maria Terezinha Peres.

10 passos para contratar profissionais talentosos

5- Bata um papo informal

A especialista do Sebrae-SP também acredita que, antes de agendar uma entrevista com os candidatos selecionados, vale a pena lhes fazer um telefonema informal. “Uma conversa rápida para conhecer um pouco mais dos eleitos. É recomendado fazer perguntas abertas, que darão chances para ele se expressar. Mesmo com o currículo por perto, não deixe de perguntar sobre o que ele já fez, como avalia suas experiências anteriores e um pouco da sua história pessoal”, orienta Maria Terezinha.

 

6- Agende as entrevistas

A cada nova etapa do processo seletivo, o número de candidatos cai. E as entrevistas são parte fundamental nesse recrutamento: é nesse encontro que você vai conversar e avaliar aquela combinação de características essenciais, o mix de competências, habilidades e técnicas. Segundo Claudia Santos, uma entrevista boa e bem-feita demora cerca de uma hora. No mundo das grandes corporações, principalmente entre os grupos internacionais, já se tem questionado o poder desses encontros.

Em uma pesquisa divulgada recentemente pelo LinkedIn, feita com quase 9 mil gestores de contratações, as entrevistas tradicionais não permitem uma avaliação tão completa dos candidatos e a justificativa é porque, em uma simples conversa, é muito difícil avaliar, por exemplo, quais são os pontos fracos de um pretendente à vaga. Os pesquisadores ainda acreditam que nem sempre os mais simpáticos e carismáticos são os com mais capacidade técnica, mas a tendência dos empregadores é achar que eles são os mais competentes.

10 passos para contratar profissionais talentosos

Importante ainda

Mas para as experts da nossa matéria, as entrevistas ainda têm seu valor quando o assunto é formar uma boa equipe para o seu salão: nesse bate-papo, cabe fazer perguntas para conhecer o contexto familiar do candidato e quais são os seus hobbies – lembre-se de fazer uma colinha com os principais pontos da conversa. “Aparentemente, são questões que não têm nada a ver com a prática do trabalho (pintar a unha ou fazer uma coloração), mas que mostram muito a personalidade e os valores do profissional. São dados que vão ajudar o dono do salão a identificar se determinada pessoa combina ou não com o seu manifesto. Ele vai somar no ambiente de trabalho ou cheira a confusão?”, comenta Claudia Santos.

Também não deixe de questionar o que ele busca na sua carreira. Se não tiver uma resposta objetiva, pense duas vezes antes de contratá-lo. Provavelmente, é um profissional sem rumo definido. Ele aceitará qualquer oferta de trabalho, mesmo que a diferença salarial seja pouca, e o deixará sem pensar muito.

 

7- Faça testes

No mesmo estudo feito pelo LinkedIn, os recrutadores mundo afora pregam que uma das grandes tendências são as dinâmicas. Aqui, podemos chamá-las de testes. É uma maneira de avaliar, além da habilidade técnica, como o candidato se sai durante uma prestação de serviço e como ele lida com a pressão ou o inesperado. Quando acabar a entrevista, você pode convidar a pessoa a fazer uma avaliação prática. Ou, se preferir, agende um horário para ele atender dois ou três clientes. Mas o ideal é que os protocolos sejam diferentes.

 

8- Vá atrás das referências

Última etapa: entre em contato com as referências deixadas pelos candidatos. Procure os responsáveis pelos lugares nos quais o seu escolhido trabalhou e pergunte como foi o histórico dele. Questione como era o desempenho dele por lá e como ele se comportava com os colegas e clientes. Descubra se era pontual, colaborador e cordial. “Se ouvir algum comentário negativo, tente entender o contexto. Às vezes, um profissional pode não se dar bem em um trabalho por motivos adversos. Entre eles podem estar um péssimo ambiente, falta de organização da equipe e de incentivo por parte dos administradores”, coloca Claudia Santos.

10 passos para contratar profissionais talentosos

9- Avalie a amizade

Nessa área, é comum conhecer muita gente e ter amigos que adoraríamos que fizessem parte da nossa equipe. Todavia, os especialistas em RH fazem uma ressalva quando o tema é misturar amizade e trabalho. Essa combinação pode ser explosiva e acabar com o que era legal. Ou seja, é raro quando amigos conseguem lidar com os conflitos do emprego sem abalar a amizade. Por isso, na hora de contratar, avalie se ele é mesmo o profissional que você quer ao seu lado. Nessa encruzilhada, vale a pena lembrar o perfil que deseja para o cargo. O seu amigo apresenta as características importantes que você definiu lá no começo desta conversa?

 

10- Tenha um processo criterioso

Lembre-se de que agora você é um gestor de negócios. A regra número 1 para que tudo dê certo é organização. Por isso, dedique-se a fazer uma seleção cuidadosa. Determine as etapas, coloque critérios para serem avaliados. Como exemplo: como faixa salarial, local onde o profissional mora, disponibilidade de agenda e tempo de experiência. E, se possível, peça ajuda na avaliação dos candidatos. “Pode ser a de um sócio ou a de um gerente de confiança. A opinião de outra pessoa ajuda a reavaliar as primeiras impressões”, indica Claudia Santos. Não esqueça: todos os candidatos devem passar pelo mesmo processo de seleção na hora de contratar profissionais.