23 palavras e expressões da beleza que todo cabeleireiro precisa conhecer

16/09/2015 | Patricia Santos

Já parou para pensar em como o dia-a-dia da beleza tem sido invadido por termos de origem estrangeira? Quantas vezes, nos últimos tempos, você leu ou ouviu expressões como candy colors, highlights e beach hair? Elas têm tudo a ver com o seu trabalho! Mas você sabe exatamente o que elas significam e, principalmente, como pronunciá-las corretamente?

Pensando nisso, fizemos uma seleção de 23 palavrinhas e expressões em inglês e francês (idiomas que mais influenciam nosso segmento), para você não só aperfeiçoar seus conhecimentos, mas também fazer bonito diante da clientela.

Confira!


Back cut (do inglês, “corte traseiro”. Pronuncia-se bék-cât) – Consiste em trabalhar as mechas em direção à raiz (o chamado “cortar para trás”), a fim de obter volume e textura.

Balayage (do francês, “varrer”. Pronuncia-se balêiáje) – Técnica de luzes em que o profissional “varre” os fios com pincel sujo de coloração ou descolorante.

Beach hair (do inglês, “cabelo de praia”. Pronuncia-se bit rér) – Um dos estilos queridinhos das celebridades. Nele, trabalha-se toda a cabeleira em ondas despojadas cheias de textura, efeito possível com o uso do salt spray e do xampu seco.

Bigoudi (do francês, “rolinho”. Pronuncia-se bigudí) – São rolos fininhos usados para enrolar os fios. Esse acessório é adotado nas técnicas de permanente.

Boucles (do francês, pode ser traduzido como “pequena mecha enrolada em forma de caracol”. Lê-se búcle). São aqueles rolinhos feitos com o dedo ou com a ajuda do cabo do pente. Para obter um ondulado mais sensual do que o conquistado com babyliss, aplique musse e faça uma escova lisa na raiz e média nas pontas. Enrole e solte em 30 minutos.


Candy colors (do inglês, “cores adocicadas”. Pronuncia-se quêndi colors) – Tendência de coloração, inspirada no mundo dos doces, que usa tons pastel divertidos, como rosa, lilás e azul-bebê.

Coiffeur (do francês, “cabeleireiro”. Pronuncia-se cuáfér) – É o profissional que se dedica à arte de pentear cabelos. Sua versão feminina é coiffeuse. Nesse caso, se fala cuáféze.

Coiffure (do francês, “arte de pentear cabelos”. Pronuncia-se cuáfir) – É a profissão do cabeleireiro. Muitos salões levam em seu nome a expressão haute coiffure. Pronuncia-se ôt cuáfir e quer dizer alta-coiffure.

Colored streaks (do inglês, “faixas coloridas”. Pronuncia-se côlôred stríques) – São mechas feitas com cores-fantasia mais intensas, como vermelho, roxo, azul.


Deep cut (do inglês, “picotado profundo”. Pronuncia-se dip-cât) – Nesse método, o hairstylist usa o bico da tesoura para reduzir a densidade das pontas sem alterar o comprimento.

Dry shampoo (do inglês, “xampu seco”. Pronuncia-se drai xampu – Produto que higieniza os fios a seco, eliminando sua oleosidade. Como encorpa as madeixas, passou a ser bastante usado para estruturar penteados.


Faux bob (faux vem do francês e quer dizer “falso”. Bob é a palavra inglesa para o corte que traz o mesmo comprimento ao redor de toda a cabeça. Pronuncia-se fô bob) – A expressão faux bob dá nome a um penteado muito recorrente nos tapetes vermelhos mundo afora. Nesse look, os fios longos são presos para parecer curtos.


Hairstylist (do inglês, “cabeleireiro”. Pronuncia-se rér-istáilist – Termo pelo qual o cabeleireiro é conhecido em todo o mundo. É um título cada vez mais comum, principalmente entre os profissionais famosos. A variação hair designer (pronuncia-se rér-desainer) refere-se àqueles que usam princípios e elementos do design em seu trabalho.

Highlights (do inglês, “luz”, “brilho”. Pronuncia-se rai-láits) – Mechas claras feitas com pó descolorante ou coloração permanente, que servem para iluminar o visual. Quando a ideia é escurecer, o mais adequado é usar lowlights (Pronuncia-se lou-láits). O termo vem do inglês e quer dizer “cabelo escurecido”. 


Layers (do inglês, “camadas”. Pronuncia-se lêiers) – São, claro, as camadas criadas durante o corte.


Mise-en-plis (do francês, “fazer dobras”, “plissar”. Pronuncia-se mizamplí) – Na coiffure, essa expressão quer dizer “enrolar o cabelo”. É a prática de prender os fios ainda úmidos em cachos, com bobes ou bigoudis, para que, quando secos, mantenham o efeito ondulado.


Point cut (do inglês, “picotar”, “corte de ponta”. Pronuncia-se point-cât) –Trata-se da técnica em que se usa a ponta da tesoura para dar leveza ao trabalho.

Ponytail (do inglês, “rabo de cavalo”. Pronuncia-se ponitêiou) – Além de denotar o tradicional penteado, o termo ainda serve para designar os apliques estilo rabo de cavalo.


Salt spray (do inglês, “spray de sal”. Pronuncia-se sált sprey) – Também conhecido como spray de praia, é um finalizador que dá textura um pouco de mar.

Slicing (do inglês, “fatiar”. Pronuncia-se sláicin) – Consiste em usar a tesoura com as lâminas abertas para criar camadas invisíveis e garantir leveza ao comprimento.

Straight & Sleek (ambas as palavras vêm do inglês. A primeira significa “reto” e a segunda, “liso”, “sem relevos”. Pronuncia-se streit end slick) – No mundo dos cabeleireiros, essa expressão caracteriza uma cabeleira impecavelmente lisa e brilhante.

Sun kissed (do inglês, “beijo do sol”. Pronuncia-se sã quíssed) – Reflexos bem fininhos concentrados no comprimento e nas pontas, imitando fios queimados naturalmente pelo astro-rei.


Twist cut (do inglês, “corte torcido”. Pronuncia-se tuíst-cât) – Nesse método, o profissional enrola as mechas para desfiá-las com a tesoura, obtendo, assim, uma textura semelhante à feita com navalha.

Faltou alguma expressão que você ainda tem dúvida? Poste um comentário abaixo que a gente te ajuda! 😉

LEIA TAMBÉM: 

* SEBRAE DÁ DICAS PARA ENFRENTAR A CRISE ECONÔMICA MANTENDO O LUCRO E OS CLIENTES 
* 15 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE COACHING PARA TURBINAR A CARREIRA
* 4 PROMOÇÕES “ARRASA-QUARTEIRÃO” PARA TURBINAR OS NEGÓCIOS NO SALÃO

 


Tags: