7 rituais de inverno para salvar os fios da clientela

21/06/2016 | Patricia Santos

Basta chegar o inverno para que os hábitos das clientes mudem. No salão, elas deixam um pouco de lado depilação e pedicure. Em casa, também tomam banho pelando e usam mais o secador, fatores que geram problemas capilares. “O contato prolongado com a água quente agride o couro cabeludo, que responde com um aumento da oleosidade, contribuindo para a incidência de descamação”, diz Cristiane Kanashiro, dermatologista e tricologista da Clínica Due, em São Paulo. Sônia Albaneja, docente do curso de Visagismo da Universidade Anhembi Morumbi, lembra que as ferramentas térmicas também são prejudiciais. O calor dos aparelhos somado ao ato de pentear ou escovar danifica as cutículas. Além de interferir na rotina, o frio atua diretamente sobre o cabelo. Segundo a doutora Cristiane, a temperatura baixa reduz a produção das glândulas sudoríparas. Ou seja, nós transpiramos menos e então os fios perdem a hidratação natural proveniente do suor, que é rico em substâncias minerais, água e sebo.

7-rituais-de-inverno-8

Tentar “compensar” isso lavando a cabeça com água muito quente não vale, ok? Se a cliente abusou do mar e da piscina no verão, pior ainda. Resumindo: está tudo interligado. Porém, tantas mudanças têm um fator positivo: quem apresenta problemas decorrentes do inverno busca a solução para eles. O que você está esperando para adequar o menu de serviços à demanda das frequentadoras? É uma ótima oportunidade para criar pacotes de tratamento, lançar promoções ou incrementar procedimentos simplesinhos. Entrevistamos hairstylists e gestores para descobrir o que eles pretendem fazer neste inverno. As ideias vão muito além do chocolate quente, veja só:

ADEUS, OLEOSIDADE

7-rituais-de-inverno-9

O salão paulistano Laces and Hair tem um tratamento específico para combater os danos capilares da temporada fria. “A gente só oferece o serviço durante o inverno”, conta a hairstylist Cris Dios. A expert explica que a gordura natural produzida na raiz é importante, pois tem função protetora. No entanto, seu excesso prejudica a vitalidade do bulbo capilar e pode até levar à queda dos fios. O quadro piora se a cliente passa a lavar menos a cabeça por conta das baixas temperaturas. “Nesse caso, o acúmulo de óleo cria um ambiente propício ao surgimento de fungos e micro-organismos que desequilibram a flora da pele e chegam a provocar dermatites”, detalha. Diante desse quadro, a cabeleireira elaborou um procedimento que limpa e devolve vitaminas e minerais à raiz, além de restaurar a fibra. A técnica, feita com cosméticos naturais manipulados, começa com a aplicação de um blend de nutrientes e minerais – entre eles a argila – no couro cabeludo. Após 15 minutos, emprega-se uma máscara de nanoproteínas com ação hidratante e repositora de massa. Mais 15 minutos se passam e então a cabeleira é lavada e finalizada. Cris ainda lembra que tão importante quanto o trabalho no salão é promover a reeducação capilar da cliente, aconselhando-a, por exemplo, a evitar banhos quentes e a diluir os xampus e condicionadores em água para minimizar a quantidade de elementos químicos nas madeixas.

QUEDA? NÃO!

7-rituais-de-inverno-2

O hairstylist Celso Hayato criou, há 15 anos, um protocolo campeão que está disponível em todos os salões Jacques Janine. Vanda Regina, diretora técnica da rede, entrega os pormenores do T.E.C (Tratamento Especial Capilar). O ritual cuida do couro cabeludo e fortalece o bulbo, combatendo a queda dos fios: “O procedimento envolve cabeleireiro e esteticista. Primeiro, é feita uma limpeza profunda da cabeça para liberar os poros e deixá-los respirar. Então as raízes recebem um tônico rico em ativos que oxigenam e estimulam o tecido, dando vitalidade. Na sequência, a cliente vai para uma maca especial, que produz vibração, e recebe a massagem feita pela profissional de estética. Nesse momento, também é usado um laser para estimular o crescimento do cabelo”.

MAIS FORÇA

7-rituais-de-inverno-3

Douglas Dias, hairstylist do Studio W Alphaville, aposta na reconstrução para apagar os danos provocados pelo vento frio, pelo calor do secador e, também, por procedimentos químicos. Ele realiza um protocolo feito com o Liquid Hair, produto da Wella Professionals que repõe aminoácidos perdidos pela exposição a fatores externos. “O cabelo danificado fica opaco e também mais fino, podendo até se partir. Por isso a gente precisa nutrir os fios, preencher as falhas presentes na fibra”, explica o cabeleireiro, que completa o tratamento com a linha a SP Luxe Oil.

LINDO E LOIRO

7-rituais-de-inverno-6

“Sempre falo para as minhas clientes de mechas que se elas querem ter um cabelo bonito no verão, têm de cuidar muito bem dele no inverno”, diz o J. Alvim, do Hi Salão, em São Paulo. A sugestão do expert para os meses frios é um protocolo mensal feito com a linha Olaplex: “Todo mundo acha que ela só pode ser adotada durante a química, mas os produtos funcionam muito bem em tratamentos”, afirma o profissional, que entrega seu segredo: “Misturo 7,5 ml do Blond Multiplier (Nº 1) com 22,15 ml de água e passo nos fios secos até deixá-los molhados. Depois de 15 minutos, sem enxaguar, aplico o Blond Perfector (Nº 2), mecha por mecha, e deixo agir por mais dez minutos. Em seguida, seco e só então vou para o lavatório. Lavo com xampu e máscara da Kérastase ou da Joico, de acordo com a necessidade dos fios. Para um resultado ainda melhor, sugiro que a mulher leve o Hair Perfector (Nº 3), da Olaplex, para o home care. Em casa, uma vez por semana, ela deve umedecer de leve a cabeleira, aplicar o cosmético, esperar 20 minutos e depois lavar como de costume.

COR INTENSA, FIO SAUDÁVEL

7-rituais-de-inverno-5

Depois do verão, muita gente chega ao salão com madeixas desbotadas. “Então elas precisam de novos pigmentos”, diz João Mata, do salão La Beau, em São Paulo. Ele se inspirou em um lançamento recente da L’Oréal Professionnel, Pepigmentação Ultrabrilho, para elaborar um protocolo de cuidados que inclui também corte e reconstrução. O expert explica sua técnica em detalhes: Primeiro, analiso o estado da cor para descobrir que tom devo usar ao repor os pigmentos. Se a cliente tem o cabelo na altura 6, com as pontas clareadas pelo sol chegando ao 8, passo uma coloração 7 apenas nessa área, com o cuidado de corrigir nuances indesejadas se for preciso. Em seguida, faço a aplicação da tonalidade 6 na raiz e depois no comprimento e nas extremidades”. Para repor massa, o especialista indica o Pro Fiber, um protocolo personalizado para cada nível de dano capilar, também da L’Oréal Professionnel. Por fim, realiza seu “corte tratamento”, que funciona assim: “Esse é um método minucioso. Pego seções transparentes, vejo se algum fio está mais longo que os outros e então igualo o tamanho. É natural aparecer esse cabelo um tanto maior. O problema é que ele provoca o embaraço das mechas, podendo até resultar em quebra”.

AOS PÉS DA CLIENTE

7-rituais-de-inverno-7

O salão de Lincoln Tramontini fica em Londrina, no Paraná: “Aqui faz muito frio e então a gente toma algumas medidas para deixar a clientela ainda mais confortável”, diz. Para começar, nada de ar-condicionado nas áreas de corte, pois o clima permite deixar o equipamento desligado. Já nas salas de estética, o ambiente ganha aquecimento e as frequentadoras, mantas. Como no inverno o serviço de pedicure cai bastante, um problema para as profissionais de unhas, que passam a faturar menos, Lincoln desenvolveu um novo protocolo turbinado para os pés: “Primeiro, é realizada uma exfoliação caprichada, seguida de hidratação feita com puro mel. Ele é aplicado com massagem. Depois, a expert envolve os pés com filme plástico, espera alguns minutos e coloca-os em um ofurô de pedras quentes. O procedimento é finalizado com aplicação de parafina”, explica o hairstylist e empresário.

PACOTE COMPLETO

7-rituais-de-inverno-1

No paulistano Espaço Be, que levou o troféu de Melhor Salão na última edição do Prêmio CABELOS&CIA, toda mudança de estação significa renovação. Renato Faria, gerente do espaço, conta que, para esta temporada fria, elaborou vários combos. O Winter Express inclui hidratação com xampu, máscara e ampola, potencializada pelo aparelho Micromist, que aumenta a penetração dos cosméticos. O pacote inclui, ainda, mão e escova. “Nossas clientes são executivas e precisam otimizar o tempo. Em uma hora e meia, é possível realizar esse protocolo”, diz o gestor, que também desenvolveu o Beleza Express, com apenas manicure e escova. Um dos fortes do estabelecimento, a área de estética oferece o serviço de bioproteção para o rosto. “O tratamento, que chamamos de Safira, porque é feito com uma máscara à base desse mineral, combate o ressecamento, muito comum no inverno”, finaliza Renato.

 

Texto: Cristiane Dantas (edição de web: Patricia Santos)
Fotos: Shutterstock.