Como tratar a queda de cabelo

10/09/2018 | Redação

A queda de cabelo é um dos problemas de inverno mais preocupantes. Os banhos mais quentes levam a desidratação dos fios. Isso sem contar que a lavagem fica menos frequente o que ajuda a acumular sebo na raiz e obstruir o bulbo

Texto: Françoise Gregório

Fotos: Shutterstock e Pixabay

Assim como a caspa, a queda de cabelo acentuada exige investigação e acompanhamento médico. Mas quando atento a possíveis alterações dos fios, o cabeleireiro orienta a cliente a buscar um tratamento adequado o quanto antes e adota procedimentos que contribuam para um melhor resultado. E essa constatação pode ser mais frequente no inverno. Época que os banhos são mais quentes, o que leva à desidratação do fio. As lavagens ficam menos frequentes, o que ajuda a acumular sebo na raiz e obstruir o bulbo.

A queda de cabelo é um dos problemas de inverno mais preocupantes. Os banhos mais quentes levam a desidratação dos fios. Isso sem contar que a lavagem fica menos frequente o que ajuda a acumular sebo na raiz e obstruir o bulbo

“O uso de gorro ou capuz também contribui para o surgimento ou agravamento da dermatite seborreica e, consequentemente, a queda”, avisa a tricologista Mabe Gouveia, da Clínica Valéria Marcondes (SP). A dermatologista , da All Clinik (RJ), lembra ainda que o uso de  xampu a seco, que costuma ser mais frequente nesta época para compensar as lavagens mais espaçadas, geram resíduos no couro cabeludo. “Isso impede a boa oxigenação da pele na região. Vale informar a cliente sobre o uso indiscriminado desse tipo de produto. E o benefício de um tratamento detox para garantir maior higienização e saúde capilar”, explica.

A queda de cabelo é um dos problemas de inverno mais preocupantes. Os banhos mais quentes levam a desidratação dos fios. Isso sem contar que a lavagem fica menos frequente o que ajuda a acumular sebo na raiz e obstruir o bulbo

Como evitar?

Para saber se a queda de cabelo está fora do normal, uma boa dica é avaliar a diminuição da espessura do rabo de cavalo. Outra dica é observar se o tempo de secagem está mais rápido e se há lesões no couro cabeludo que merecem ser investigadas. Para ajudar a controlar o problema, o hairstylist Edson Hordan, do Studio Hordan, de Santo André (SP), segue um protocolo que consiste na linha Menta da Red Iron.

“Seus ingredientes principais são menta (refresca e ativa a microcirculação sanguínea), jaborandi (indicado para tratamento de queda) e tea tree (cicatrizante e antisséptico). O procedimento começa com a aplicação do xampu. Deve-se massagear delicadamente o couro cabeludo para ajudar na ativação da microcirculação. Deixe agindo por cinco minutos, que é o tempo para agentes sequestrantes removerem as impurezas”, explica.

Em seguida, o expert massageia mais um pouco e enxágua. “O xampu é passado uma segunda vez e deixa mais cinco minutos. Após o enxágue, aplica-se o hidratante, que, por conta dos ativos, pode ser passado no fio e na raiz. É feita uma massagem em cada mecha. Apesar de ser uma linha antioleosidade e auxiliar no tratamento da queda, não deixa os fios ressecados. O xampu possui pH neutro e o hidratante é mais ácido. Ele auxilia no selamento da cutícula e garantir maciez e brilho”, explica Hordan.