Como lucrar mais com serviços exclusivos para o público masculino

30/12/2015 | Patricia Santos

Você sabia que o mercado voltado ao homem cresce 10% ao ano e o Brasil está entre os três países que mais consome cosméticos desse segmento? Esses dados só confirmam a necessidade do aperfeiçoamento do profissional brasileiro em técnicas voltadas exclusivamente para esse público, inclusive, dando nova roupagem ao ofício de barbeiro. Atenta a essa crescente demanda, a academia Pivot Point trouxe para o Brasil um dos maiores experts no assunto na Europa. O diretor artístico Michael Kontos, proprietário da London School of Barbering – uma das melhores escolas de barbeiros da Inglaterra – veio ao País ministrar um treinamento exclusivo para os educadores da marca. Nós batemos um papo com ele que revelou como lucrar com esse tipo de serviço. Confira!

barba-michael-kontos-1

Como você se tornou um barbeiro?
Eu me qualifiquei como cabeleireiro há 11 anos. Antes disso, era designer gráfico e sempre me interessei por arte. Estudei na Vidal Sassoon e a partir daí trabalhei em salão e, com o tempo, virei educador. Há dois anos e meio abri minha própria escola. O maior diferencial da London School of Barbering é termos um método de ensino próprio, além de fornecermos modelos humanos para todos os alunos.

Quais são as mudanças que o mercado da barbearia sofreu?
Quando os homens queriam aparar o cabelo, eles iam a um salão de beleza porque queriam corte com tesoura e os barbeiros só sabiam fazer com máquina. Nos últimos quatro anos, levados pelas tendências, eles começaram a desejar looks mais curtos, lapidados com máquina. Logo, começaram a voltar às barbearias. Na minha academia, ensinamos os dois métodos, já que eles precisam aprender a dominar as duas ferramentas para, por exemplo, saber aparar uma cabeleira longa também.

barba-michael-kontos-4

Como atender a essa nova demanda?
A dica é: procurem sempre educação e treinamento, senão vocês certamente ficarão para trás! Os homens, definitivamente, gostam de cortar o cabelo em um ambiente masculino. Por isso, é preciso mudar e oferecer um serviço de barbearia com um atendimento tão bom e confortável quanto os outros.

Quais são os serviços que um barbeiro pode fornecer?
Ele deve executar qualquer tipo de corte masculino, saber fazer design da barba com máquina e com navalha. Existem outros serviços que podem ser culturais. Os turcos, por exemplo, oferecem um ritual feito com fogo. Em alguns lugares se faz uma massagem no cliente após o lavatório ou uma depilação com fio egípcio para retirar alguns pelos da sobrancelha. Use a criatividade, esses detalhes fazem toda a diferença e tornam seu atendimento único!

barba-michael-kontos-5

Como driblar a concorrência?
O barbeiro precisa comprar as revistas de moda masculina e estar sempre atualizado. Deve ser seletivo com seus funcionários, pois, acredite, eles representam sua marca mais do que qualquer outra coisa. Algo muito importante é criar um ambiente mais masculino na barbearia, com opções de bebidas e TV.

Quais os requisitos para criar um corte masculino perfeito?
O primeiro é saber como trabalhar com uma máquina de corte e executar o fade [aqui no Brasil chamamos de degradê], que é um estilo feito praticamente em todos os cortes. O próximo passo consiste em uma série de perguntas para descobrir o que o cliente quer. É preciso analisar o estilo de vida dele e suas roupas para criar haircut adequado ao seu estilo. É preciso criar, também, algo que ele possa finalizar e pentear em casa.

 barba-michael-kontos-3

Quais são as tendências mais quentes da moda-cabelo masculina?
Estamos passando por uma revolução e, neste momento, o visual do homem está mudando muito rápido. Tudo depende do tipo de cultura ou tribo. Se seu cliente é daquele estilo rockabilly, o que está na moda é um cabelo anos 1950, penteado para trás com um topete à la Elvis Presley, que chamamos de pompadour. Para afros, o quente é o look bem raspadinho, rente à pele, com o perímetro bem desenhado e a barba cheia. Também há aqueles looks mais certinhos, para os que querem adequar o cabelo e a barba ao seu ambiente de trabalho, mas atualmente usa-se cada vez mais o look barbado no mundo corporativo, sem preconceito.

É possível uma mulher entender esse universo e ser uma boa “barbeira”?
Isso envolve uma questão de cultura, mas claro que sim. De tempos em tempos, ministro uma turma composta por 25% de mulheres. Alguns homens até se sentem mais confortáveis sendo atendidos por elas que, aliás, são as responsáveis pela volta dos barbudos, já que começaram a curtir novamente figuras mais másculas e com pelos.

barba-michael-kontos-2

Se você fosse convidado a abrir uma barbearia no Brasil, como ela seria?
Eu faria o ambiente em um estilo industrial com detalhes em aço, tijolos aparentes e umas cadeiras de respeito. Seria tudo mecânico porque traz a ideia de construção, algo braçal.

8 razões para ser um barbeiro

A profissão tem muitas vantagens e nunca houve um momento mais favorável para se tornar um. Michael Kontos explica por quê:

barba-michael-kontos-destaque-destaque

1. Ser seu próprio chefe
Há poucas profissões tão independentes. Você pode ter a sua barbearia, trabalhar dentro de um salão de beleza ou oferecer serviço em domicílio.

2. Desenvolver sua arte
A atividade permite que você possa apresentar seu lado artístico por conta da variedade da clientela: executivos, hipsters, roqueiros. Você também pode divulgar suas obras por meio das mídias sociais.

3. Incrementar o networking
Poucos empregos oferecem a oportunidade de conhecer e interagir com tantas pessoas assim. Sua confiança e sua popularidade certamente irão às alturas.

4. Dizer adeus à rotina
Cada um que se sentar em sua cadeira pedirá um estilo diferente, inédito. Assim, seu dia a dia será recheado de desafios e emoções.

5. Ser bem-remunerado
Existe, sim, a possibilidade de ganhar um salário decente, especialmente quando você já está estabelecido. Se trabalha em uma região exclusiva, onde não há muitas barbearias, poderá cobrar mais por esse serviço, por exemplo.

6. Redirecionar a carreira
Nunca é tarde demais para desenvolver suas habilidades. Com cursos que levam alguns meses, você poderá ser um bom barbeiro.

7. Ter estabilidade
Os homens sempre precisarão cortar o cabelo, independentemente da situação econômica do momento. O aumento da frequência deles nos salões mostra que estão dispostos a investir dinheiro em sua aparência.

8. Ter uma missão
O propósito mais legal em ser um barbeiro é ajudar os homens a olhar o que há de melhor neles. Você tem a capacidade de mudar completamente como alguém se sente e dar-lhe confiança!

 

Texto: Rhaissa Monteiro (edição de web: Patricia Santos)
Fotos: divulgação (Pivot Point Brasi