Dias melhores para o profissional da beleza

14/09/2016 | Patricia Santos

Essa é a previsão para o futuro da beleza profissional no Brasil para os próximos meses. Pelo menos é o que apontam alguns dos grandes especialistas em economia e do próprio setor. Quer mais uma boa notícia? Nós temos tudo para sair mais fortalecidos dessa fase difícil

Recentemente, a capital paulista foi o palco do Fórum de Líderes de Salões de Beleza, evento que reuniu mais de 400 participantes entre proprietários, diretores, gerentes e investidores do segmento. Iniciativa da Beauty Fair – Feira Internacional de Beleza Profissional, em parceria com a Divisão de Produtos Profissionais de L’Oréal Professionnel, o encontro foi permeado por um sentimento: esperança. Isso porque os palestrantes, todos profundos conhecedores da economia brasileira, mostraram um grande otimismo ao avaliar nosso setor. No entanto, para sair mais forte dessa, ou de qualquer outro tipo de crise, é preciso se preparar. Confira, a seguir, os principais pontos abordados no encontro e inspire-se.

TENDÊNCIAS DE VAREJO

dias-melhores-tendencias-de-varejo

“Estamos na década da oferta, um momento de ouro para o comércio. Então, mais do que nunca, vale a pena formalizar os serviços nos salões”, disse Flávio Rocha, CEO do Grupo Riachuelo, ao lembrar que o setor varejista é o que mais cresce no Brasil. Ao lado dele, Júlio Takano, CEO da Kawahara Takano, ressaltou a importância de proporcionar uma experiência inesquecível à clientela. “Oferecer soluções, como consultorias de beleza, e valorizar seus próprios procedimentos é fundamental para maximizar o relacionamento com o consumidor. Investir em formação profissional e focar na qualidade do atendimento de maneira integrada é essencial”, ressaltou o executivo, que tem entre seus clientes grandes potências, como a rede de franquias O Boticário, por exemplo.

INTERAÇÃO DIGITAL

dias-melhores-interacao-digital-1

Tatiana Sayuri, responsável pelo desenvolvimento de novos negócios do Google, destacou a importância da internet na decisão dos consumidores hoje. “Os números mostram que 80% do público pesquisa antes de comprar e a rede mundial é um dos canais mais fortes para as empresas se mostrarem, o que também se aplica aos salões de beleza”, comentou. “As pessoas estão conectadas o tempo todo e, quando querem encontrar um produto ou serviço, o gesto imediato é buscar as palavras-chave atrás de um retorno rápido para atendê-las. Por isso é tão preciosa essa presença digital”, completou. A executiva enumerou algumas ferramentas oferecidas gratuitamente pelo próprio Google, como o Adwords e Analytics. “O Primer, por exemplo, é um aplicativo que dá consultorias de marketing para médios e pequenos empreendedores”.

dias-melhores-interacao-digital-2

Cristina Borges, diretora de novos negócios, comunicação e inteligência de L’Oréal Professionnel, também falou sobre o universo digital e mostrou dados relevantes para o setor de beleza. “Hoje existe um movimento de consumo criado pela internet: a clientela tem por hábito mudar de salão a cada três anos, em média. Isso porque as pessoas estão sempre muito antenadas, em busca de novidades. O que fazer para mantê-las fiéis? O mais importante é ter um cadastro completo dos clientes e saber usar esse banco de dados com inteligência pra entender seus hábitos”, aconselhou. A executiva ainda ressaltou a importância de usar a rede social para se conectar aos consumidores. “O Facebook continua como a plataforma mais usada pelos brasileiros e, muitas vezes, tem o potencial de substituir um site. Então, faça posts, marque nas publicações quem frequenta o salão e os profissionais. Isso acaba gerando um alcance muito maior”, concluiu.

PERSONALIZAÇÃO EM ALTA

dias-melhores-personalizacao-em-alta2

Daniela Dantas, diretora da WGSN Mindset na América Latina, chamou a atenção para o potencial de oportunidades do mercado de beleza, principalmente quando o salão se dispõe a oferecer atendimento personalizados. “Os empreendimentos precisam estar atentos aos movimentos de cultura que podem influenciar no atendimento, fazendo com que as pessoas se sintam bem”, exemplificou. Segundo a especialista, além da customização, é preciso firmar seu plano de negócios em três outros pilares: conveniência (usar o tempo a favor do cliente), exclusividade (o consumidor tem de se sentir único), surpresa (trazer sempre o novo).

dias-melhores-personalizacao-em-alta1

Personalização dos serviços foi o tema abordado pelo executivo Adriano Santos, diretor de formação comercial de L’Oréal Professionnel, que apresentou o Salon Emotion, novo modelo de negócio cada vez mais voltado aos anseios da nova clientela. “Não basta apenas vender, é preciso oferecer valor ao consumidor. O profissional tem de se colocar no lugar da clientela para que vivam a mesma experiência”, pontuou. Para Adriano, os salões precisam atrair as pessoas e gerar interação desde a apresentação de sua vitrine, recepção, diagnóstico e consulta, zona técnica até a experiência pós-atendimento.

ECONOMIA VS. CRISE

dias-melhores-economia-vs-crise1

A jornalista Miriam Leitão, especialista em economia da TV Globo, trouxe um panorama do momento econômico atual, admitiu o fantasma da crise, mas mostrou otimismo ao fazer a projeção para os próximos meses. “A recessão afeta não só os desempregados, mas os brasileiros em geral, que ficam muito mais receosos em tomar decisões”, disse. “Mesmo assim, esse setor é o que apresenta o melhor desempenho do comércio. A indústria é vigorosa, resistente, e essa é a primeira vez que ela sentiu dificuldade de fato. Porque em outros tempos, mesmo com vários segmentos em queda, este foi o único que continuou a crescer”. Miriam ressaltou, ainda, que o pior já passou e que, a partir dos próximos meses, com a economia a caminho da recuperação, o consumidor também deverá renovar sua confiança. “A caminhada é longa, mas quem estiver melhor preparado para receber esse cliente sairá mais forte dessas adversidades”, concluiu.

dias-melhores-economia-vs-crise2

Para isso, Alberto Serrentino, fundador da Varese Retail, destacou pontos para enfrentar a crise de forma inteligente. “Os fatores de sucesso estão relacionados às estratégias em longo prazo. Olhe para o futuro e trate seu serviço como uma joia, ofereça experiência e integre o mundo digital com o físico”, aconselhou. Além disso, o empresário elencou ações importantes em momentos difíceis, como a renegociação de contratos, maior controle de gastos, aproximação com fornecedores, proteção e geração de caixa e investimento em pessoas para aprimorar o trabalho em equipe.

SALÃO + PROFISSIONAL PARCEIRO

dias-melhores-salao-parceiro

José Augusto dos Santos, presidente da Associação Brasileira dos Salões de Beleza (ABSB), contou os detalhes do Projeto Salão e Profissional Parceiro, resultado do PL 5230/2013, que propõe o regime de parceria entre salões e profissionais, no qual ambos podem escolher juntos a melhor forma de firmar seus contratos de trabalho. Além de revelar como ele foi criado e mostrar os caminhos percorridos até o momento, o empresário enumerou os benefícios a partir da aprovação do projeto, tanto para os gestores quanto para cabeleireiros, maquiadores, manicures, esteticistas, entre outras categorias. “Com o PL aprovado, o cabeleireiro tem um contrato de parceria com o salão. Os sindicatos passam a ser responsáveis pela homologação dos contratos, pois estarão aptos para avaliar e legitimar a relação. Ninguém perde na hora dos impostos. O estabelecimento arca com os custos de praxe para manter o negócio aberto e o profissional fica somente com as suas despesas, pois suas notas passam a ser emitidas separadamente, sendo do proprietário quaisquer outras responsabilidades do estabelecimento”, esclareceu José Augusto antes de homenagear o deputado federal Ricardo Izar, autor do projeto de lei, que também prestigiou o evento.

 

Fotos: Shutterstock.