Todos os equipamentos fundamentais para cortes e penteados

10/04/2018 | Redação

Na hora de comprar itens básicos para realizar serviços de hairstyle, preste atenção em alguns detalhes, da escolha correta dos equipamentos à sua manutenção, para tirar maior proveito deles e garantir o melhor resultado

Em sua área de trabalho, o cabeleireiro lança mão do seu talento e tudo o que aprendeu durante sua formação e a experiência diária de um salão. Parte fundamental na execução de suas obras são os itens que compõem sua bancada. E o mercado oferece uma grande variedade de equipamentos e acessórios que permitem dar asas à sua criatividade e mostrar habilidade e precisão. Para explorar bem todos esses recursos, é preciso identificar as necessidades do salão, saber o máximo possível sobre eles e sua aplicação adequada e atentar aos cuidados com a escolha e manutenção.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

“Cada ferramenta tem uma finalidade bem definida. Lamentavelmente alguns profissionais não fazem distinção entre elas. Para entender melhor, vale a seguinte analogia: uma faca não é uma chave de fenda. Entretanto, a primeira também serve para retirar parafusos. Mas, acaba por romper e estragar a fenda do parafuso e, muitas vezes, a própria faca é danificada”, explica o hairstylist e visagista Robson Trindade, do Red Door Team (SP).

Para ele, durante o processo de aprendizagem, deveria haver uma atenção maior ao desenvolvimento da criatividade. E o zelo com o material é fundamental. “Quando conheço um profissional que está começando, a primeira coisa que eu faço é verificar suas escovas. Não é difícil que estejam bem desgastadas, o que interfere sobre o resultado de um trabalho”, opina.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Carbono Cabo Fino, Dompel

PENTE

Apesar de ser uma ferramenta simples e de baixo custo, consegue atender a diferentes serviços, graças à sua variedade. Alguns modelos também contam com material resistente, inclusive à esterilização, como é o caso do carbono. A recomendação de Robson Trindade é apostar numa quantidade suficiente que permita ao profissional trabalhar com peças higienizadas mesmo com a agenda cheia. A manutenção deve ser frequente com álcool e imersão em água quente e sabão neutro. O ideal é ter pelo menos três de cada modelo, o que varia conforme o movimento do salão. Sobre a indicação adequada de cada modelo, acompanhe as sugestões a seguir:

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Modelo Garfo, Dompel

– Desembarace: os mais largos executam bem essa função tanto nos fios secos quanto nos molhados.

– Corte: para a hairstylist Luciana Alvarez (SP), pentes de cabo médio são os mais indicados para o corte. “Pense na diversidade de fios (mais grossos, finos, crespos…), o que pede modelos com variação no espaçamento entre os dentes”, diz.

– Química e penteados: o que atende melhor a esses serviços é o de cabo fino.

 

 

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Escova redonda, Marco Boni

ESCOVA

Assim como o pente, ela aparece em praticamente todos os protocolos e cada vez mais específica. “Existem modelos próprios para fios grossos, finos e crespos, alongamento… O bom é ter de todos os tipos e tamanhos”, sugere Luciana Alvarez. Por ser um apetrecho constantemente exposto ao calor, procure opções resistentes a altas temperaturas. Em relação à manutenção, valem as mesmas dicas dos pentes. Confira os tipos disponíveis para o profissional e sua utilização:

 

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Modelo de base reta, ProArt

– Desembarace e penteado: as do tipo raquete são as mais indicadas para desembaraçar fios com menos volume.

– Alisamento e modelagem: para realizar uma escova perfeita, a melhor parceira do secador é o modelo redondo. Com acabamentos variados, pode ter parte principal em metal ou outro tipo de material que concentre maior calor. A variação no diâmetro também determina um melhor resultado. As maiores permitem escova lisa e as menores trabalham a região próxima à raiz.

– Acabamento: redonda como a indicada para fazer escova, porém, com cerdas menores e mais espaçadas. Isso ajuda a deixar os fios modelados, mas com leveza e movimento natural. Também há modelos fininhos para facilitar os penteados.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Cordless Senior, Wahl

 

 

TESOURA, NAVALHA E MÁQUINA DE CORTE

Os equipamentos de corte são responsáveis por boa parte da magia de uma transformação. Por isso, é essencial dispor de peças de qualidade e com uma variedade mínima para atender a diferentes necessidades. Segundo Luciana Alvarez, antes de adquirir as tesouras, lembre-se de que existem versões para destros e canhotos que oferecem maior conforto e segurança.

“Quanto aos modelos por finalidade, é preciso ter um kit básico com tesoura de ponta curta (para trabalhos mais detalhados), longa (ideal para para cortes masculinos ou mais rápidos), desfiadeira (dentada, serve para dar acabamento e diminuir o volume), de fio navalha (bem afiada, é muito usada para criar efeitos desfiados e irregulares e dar leveza e movimento no corte)”, sugere.

Outro item básico é a tesoura de fio laser, que costuma ser usada para visuais retos e simétricos. A presença de uma serrilha na lâmina evita que os fios escorreguem e garante maior precisão. Quando bem cuidadas – lavadas com água e sabão, guardadas em embalagem própria para proteger sua ponta, amoladas e com ponto de articulação lubrificado – as tesouras podem garantir cortes precisos por muitos anos.

Já o uso da navalha também funciona como um recurso de acabamento e texturização. No entanto, seu resultado é mais suave. No caso das máquinas de corte, elas passaram a ganhar mais espaço com a volta das barbearias e o desejo de criar novos visuais com detalhes. Alguns profissionais usam bem os equipamentos em serviços que costumam ser feitos com tesoura, como aparar mechas ou fios mais longos. As máquinas contam com pentes de diferentes graduações de corte.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Secador Aura Pro Turmaline, GA.MA Italy

SECADOR

Por serem equipamentos de aquecimento usado durante um longo período do dia, é necessário que o cabeleireiro adquira um modelo profissional, de boa procedência e com potência acima de 2.000 watts. Isso garante uma secagem mais rápida, potencializa o resultado e agiliza o tempo de cada atendimento.

Um dos benefícios extras desses aparelhos é a ionização, que colabora com a proteção da fibra capilar por fechar sua cutícula e manter a umidade interna. A redução no peso do equipamento também é pensada pelo fabricante, trazendo maior conforto para o profissional.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Silenciar 2.400W, Lion do Brasil

Outra inovação é a presença de uma espécie de filtro com partículas de prata que impede que microorganismos presentes no ar de sejam direcionados aos fios. Mas apesar de todos os avanços, os equipamentos podem falhar. Portanto, ter um secador reserva pronto para o ataque é essencial! Por mais hi-tech que ele seja, a habilidade do profissional e bom entendimento com a ferramenta são fundamental.

“Ainda percebo equívocos cometidos por cabeleireiros, como segurar o secador em partes inadequadas, usar bicos errados ou jogar fora algum acessório por desconhecer sua finalidade”, afirma Robson Trindade. Luciana Alvarez acrescenta: “Ao enrolar o cabo, deixe sempre uma folga, evitando interromper algum circuito”.

 

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Prancha Lizze Extreme

PRANCHA E MODELADOR

Mesmo em tempos de fios mais soltos e naturais, com certa ondulação, a chapinha ainda é muito usada e pode ser indicada, inclusive, para fazer às vezes do modelador de cachos. Robson Trindade explica que elas podem trazer graduação de temperatura, atendendo a diferentes texturas de cabelo ou aqueles fragilizados por processos químicos e que sofreriam ainda mais com excesso de calor.

Assim como o secador, a chapa pede conhecimento técnico e bom senso. “A prancha não deveria, por exemplo, ser aplicada repetidas vezes no mesmo local, o que prejudica os fios. O uso excessivo ocorre por hábito, mas é desnecessário”, comenta. A aplicação de um protetor térmico antes da secagem é indispensável para reduzir o impacto do calor.

 

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Titan 500F, Lion do Brasil

Esses equipamentos também contam com benefícios tecnológicos, como a ionização e o sistema nanosilver (com nanopartículas de prata) para preservar a integridade da fibra. E oferecem opções de revestimento (turmalina, titânio e cerâmica) que protegem e turbinam os resultados. “Gosto do modelo de turmalina, pois desliza melhor e oferece proteção no contato com o fio. Acho importante dispor de aparelhos com tamanhos diferentes. A chapa mais fininha ajuda a trabalhar melhor próximo à raiz. Já os modeladores com diâmetros variados permitem cachos mais fechados ou abertos”, orienta Luciana Alvarez.

Uma dica de manutenção: limpe bem depois de processos químicos, para eliminar sujeira e garantir deslize. “Umedeça uma toalha, ligue a chapa, espere esquentar e desligue da tomada. Feche a toalha úmida entre ela e puxe, eliminando possíveis resíduos”, ensina Douglas Moura, coordenador técnico da Taiff/Proart.

Todos os equipamentos fundametais para cortes e penteados

Bubble Curling Iron FT1, Parlux

 

Texto: Françoise Gregório

Fotos: Shutterstock e divulgação