Festival de mechas: técnicas renovadas para usar JÁ!

27/01/2017 | Patricia Santos

Para trazer a luminosidade solar de volta às cabeleiras, coloristas de todo o País renovam suas técnicas de mechas. Confiras as apostas a seguir:

MECHAS DUPLAS

festival-de-mechas-mechas-duplas

É assim que Felipe Freitas, hairstylist do HBD Spa, no Rio de Janeiro, batizou o método utilizado para compor o visual de Fernanda Vasconcellos para seu personagem na novela Haja Coração (2016). “É um meio-termo entre a balayage tradicional e o queimado de praia. Primeiro, separo duas porções de cabelo, na largura de um dedo ou menor, e espalho descolorante com o pincel, sem utilizar papel. Começo longe da raiz, para ‘vestir’ o corte (que no caso da atriz é um longo em camadas com franja) e iluminar o rosto. Não aplico tonalizante, apenas esfumo o próprio produto, fazendo um degradê nas mechas. Nos mais escuros, que podem abrir acobreados, sugiro tonalizar com mel para conquistar um tom neutro”, detalha.

NUDE HAIR

festival-de-mechas-nude-hair

Resultado da mescla de tons quentes e frios na mesma quantidade, as mechas neutras (ou nude) surgem como tendência entre as celebridades. “Primeiro, são feitas luzes fininhas da raiz às pontas por toda a cabeça, seguidas por coloração ou tonalizante que resulte em uma cor natural, como a das crianças”, explica o hairstylist Gil Prando, do e-commerce iCabelos. “Reflexos bege e loiros monocromáticos remetem a nuances frias e combinam com peles de categoria verão e inverno. Já para harmonizar com tez outono e primavera, sugiro mechas cor de ouro. Depois de clarear, tonalize com marrons quentes, acobreados e loiros dourados”, complementa o especialista.

HAIR CONTOUR

festival-de-mechas-hair-contour1

Inspirada nas técnicas de contorno da maquiagem, combina mechas à mão livre e com papel ao redor do rosto e no interior do cabelo, criando um efeito de luz e sombra. Enquanto nuances escuras diminuem comprimento e largura, as claras ampliam o formato facial. “É adaptável a todos os tipos de cabelo, que serão avaliados juntamente com o tom de pele e olhos para se gerar uma equação de cor que valorize a beleza da cliente.

festival-de-mechas-hair-contour

No caso de crespos e afro, geralmente mais frágeis, usam-se oxidantes de volumagem baixa (20 volumes) e tratam-se os fios antes e depois do procedimento”, detalha Bruno Lotufo, do Studio Lotufo, em Niterói (RJ), e embaixador Wella Professionals.

5ª AVENIDA

festival-de-mechas-5avenida

Com a proposta de evitar manchas de reflexos antigos na hora de retoques, Wanderley Nunes, do Studio W, de São Paulo, elaborou um método com o nome da famosa avenida de Nova York. ‘’As correções, que antes eram feitas com cores escuras, agora serão desnecessárias. Também evitamos que fios castanhos ou pretos se avermelhem com o tempo’’, afirma, explicando que o procedimento é feito a partir da marmorização. “Essa técnica é responsável por deixar os cabelos apenas meio tom mais claro do que o original, dando naturalidade e profundidade aos fios”, finaliza o hairstylist.

RETOQUE CARROSSEL

festival-de-mechas-retoque-carrossel1

As mechas tartaruga (feitas com marrom, caramelo e dourado), ao crescerem, costumam deixar a área superior escura e a frente clara demais. Para reverter isso, Michael Ribeiro, do Homa Elite Salon, em São Paulo, investe na técnica Carrossel. “Faço uma divisão oval na parte de trás, indo do vértice ao occipital, e separo a frontal de orelha a orelha. Depois, inicio a costura nos fios da nuca, em linha vertical.

festival-de-mechas-retoque-carrossel

Trabalho o topo reservado e, na sequência, mechas frontais dos dois lados, tudo horizontalmente, no sentido de um carrossel girando”, detalha o hairstylist, ID Artist de L’Oréal Professionnel. “Em alguns casos, não se faz nada; em outros, é necessário matizar com máscara roxa ou aplicar tonalizantes como 9.31, 10.12 ou 7.89”, completa.

NUT & GOLD

festival-de-mechas-nut-gold

A proposta de Jotha Cunha, hairstylist do Salão 1838 Jd. América, em São Paulo, é clarear as madeixas de maneira sombreada, misturando reflexos avelã e dourado à cor natural. “Nas clientes de pele escura, uso um tom fechado com nuance mais quente. Já nas claras, vou até a altura do fundo original e adapto à melhor tonalidade”, avisa ele, que conta utilizar emulsão ou OX de 10 volumes para menor exposição à química. “Erice os fios com um pente, da ponta à raiz, definindo quanto cabelo trabalhar. Para obter maior luminosidade, você deve eriçar menos. A ideia é personalizar”, comenta.

NEW OMBRÉ

festival-de-mechas-nem-ombre1

Para reproduzir as luzes que continuam fazendo sucesso entre as mulheres que frequentam o Espaço Vip, no Rio de Janeiro, o cabeleireiro Olivier Costa utiliza elásticos. “Prenda o cabelo para trás e coloque a touca de reflexo, puxando mechas de tamanhos diferentes. Trance o que sobrar. Faça algumas ‘chiquinhas’ com elástico. Divida a trança em partes e passe o descolorante. Depois é a vez das superiores receberem o mesmo produto.

festival-de-mechas-nem-ombre

Após pausar, enxágue os fios com água em abundância e retire os elásticos e a touca com ajuda de condicionador. Lave bem a cabeça e tonalize. Sugiro aplicar dois tons diferentes, um na parte de cima e outro na de baixo para garantir movimento, massageando da raiz para as pontas”, orienta o hairstylist.

À MÃO LIVRE

festival-de-mechas-a-mao-livre

A hairstylist Dani Mathias, do Salão Square Hair&Care, de São Paulo, indica esse tipo de mecha para o público masculino. “Além de ser menos agressivo aos fios, dá um efeito sutil, bem natural”, conta ela, que prepara o descolorante com OX de volumagem mais baixa. “Aplico a mistura superficialmente nos fios, com as mãos mesmo, usando uma luva. O tempo de ação varia de 15 a 25 minutos e, dependendo do fundo, é necessário tonalizar para não ficar vermelho”, detalha ela.

MECHAS PONTUAIS

festival-de-mechas-mechas-pontuais

“Independentemente da idade, ostentar uma cabeleira colorida de rosa ou azul precisa combinar com o estilo da pessoa”, afirma a cabeleireira Dani Mathias. “É preciso que haja harmonia para ficar bonito. Minha sugestão é elaborar mechas pontuais, que ficam bem tanto para mulheres mais despojadas quanto românticas”, opina ela. Para fazer a técnica, basta prender o restante do cabelo e selecionar alguns fios por dentro, que serão descoloridos. Depois da pausa, de 15 a 30 minutos, é só lavar e aplicar a cor fantasia desejada.

 

Texto: Annamaria Aglio (edição de web: Patricia Santos)
Fotos: Shutterstock e divulgação