Livre-se da quebra dos fios

06/09/2018 | Redação

Outro problema do inverno é a quebra dos fios. Com as baixas temperaturas, a fibra capilar torna-se mais rígida, o que facilita que se partam

Texto: Françoise Gregório

Fotos: Pixabay

“No inverno, os fios ficam mais vulneráveis às ações externas e tornam-se mais rígidos, o que facilita que se partam”, comenta a tricologista Mabe Gouveia, da Clínica Valéria Marcondes (SP), sobre a quebra dos fios. E aqueles fiozinhos que teimam em ficar em pé, o famoso frizz, geralmente se comportam assim por quebra. Segundo a dermatologista Mayara Bravo, da All Clinik (RJ)., o uso constante do secador também leva a um dano térmico da haste capilar, conhecido como bubble hair.

“A alta temperatura vaporiza a água da fibra, forma bolhas de ar que expandem sua estrutura interna e cria um aspecto semelhante ao de uma esponja. Assim, os fios mais frágeis tornam-se quebradiços. É importante lembrar que esse efeito é mais comum em equipamentos que alcançam os 175oC. E mesmo os que funcionam em baixa temperatura, por tempo prolongado, também podem causar os mesmos danos. Para evitar o estrago, o uso de protetor térmico capilar é fundamental. Coloque um pouco do produto antes de direcionar uma fonte de calor aos fios”, explica Mayara.

 

Como tratar?

Para tratar o problema, o hairstylist Ezequias Feitoza, do Amanda Beauty Center, de Manaus, sugere a Fusio-Cauterização Thérapist, da Kérastase, indicada para cabelos extremamente danificados. “Consiste na aplicação de um xampu leve e cremoso que, se necessário, pode ser aplicado duas vezes. Após retirar bem o excesso de água com uma toalha, aplico, mecha a mecha, em todo o cabelo, a combinação do Concentré Vita Ciment e do Booster Fusio Dose Reconstruction para conferir resistência e ajudar a reconstruir a fibra. Depois, sobreponho outra mistura, feita com o Fusio Dose Concentré de Óleo Fusion e o Fusio Dose Booster Nutrition”, comenta.

O expert ainda diz que uma outra sobreposição é realizada com uma pequena quantidade da máscara da linha Thérapist. “Deixo tudo agir por cinco minutos. Enxáguo bem para não ficar peso na fibra e finalizo na bancada com sérum Thérapist. Sugiro que seja realizado a cada dez dias. Uma dica para potencializar o procedimento é iniciar com o óleo Elixir Ultime. Aplique nos fios antes mesmo do xampu. Basta deixar o produto por cinco minutos. A melhora é bastante significativa logo na primeira sessão”, conta Ezequias.

Livre-se da quebra dos fios Outro problema do inverno é a quebra dos fios. Com as baixas temperaturas, a fibra capilar torna-se mais rígida, o que facilita que se partam

Saber cuidar

No caso de uma quebra química, o hairstylist Lúcio Matias, proprietário da Rede Lúcio Matias (SP), ressalta a importância de um diagnóstico bem-feito. Constatada, segue um cronograma capilar (hidratação, nutrição, umectação e reconstrução) com linhas que investem na saúde dos fios, como Keune e L’Anza.

“Em alguns casos, o recomendado é que os fios muito danificados sejam removidos com corte. Depois partir para a umectação, de duas a três vezes por semana. Tomamos esse cuidado para garantir o acompanhamento da evolução. Geralmente, em 30 dias já temos um resultado satisfatório e com melhora percebida pela cliente já na primeira aplicação. Isso, principalmente, se nos procurar em até 24 horas do procedimento, quando ainda conseguimos eliminar a ação e reverter a situação”, explica.