Pensando verde: empresa elimina polietileno de seus esfoliantes

22/10/2015 | Patricia Santos

Buona Vita decidiu retirar a micropartícula plástica da formulação de seus produtos. Material contamina o oceano e prejudica o ecossistema marinho


O polietileno polui lagos, rios e oceanos

Um relatório recente do Programa das Nações Unidas Para o Meio Ambiente (o PNUMA), levantou algumas recomendações sobre o uso de microplásticos em cosméticos. Você pode nem imaginar, mas o material, o mesmo utilizado na fabricação de sacolinhas plásticas, por exemplo, também conhecido como polietileno, é utilizado em algumas fórmulas cosméticas pela indústria da beleza. Essas partículas são extremamente nocivas ao meio ambiente.
 
“O polietileno não penetra na pele e, ao ser eliminado no ralo após utilização, não pode ser filtrado pelo sistema de tratamento de água nem ser reciclado, o que acaba resultando na contaminação de lagos, rios e, consequentemente, os oceanos”, explica Isabel Luiza Piatti, diretora de pesquisa e desenvolvimento de produtos da Buona Vita Cosméticos Científicos. A marca acaba de renovar 100% da sua linha de produtos removendo totalmente o material de suas formulações.


A matéria-prima é geralmente utilizada em esfoliantes 

O grau do problema
O relatório das Nações Unidas sugere a proibição do uso do polietileno. O documento contabiliza mais de 299 milhões de toneladas de plástico produzidas no mundo em 2013 e destaca que parte dessa produção poluiu os oceanos, causando consequências graves para os ecossistemas marinhos. “Essas partículas têm afinidade por poluentes químicos, gerando toxinas que os animais marinhos ingerem por engano porque confundem com resíduos de alimentos. E muitas vezes nós também podemos nos contaminar ao consumir um alimento de origem marinha”, argumenta a especialista.

Como substituir?
De acordo com Isabel, essas partículas são usadas em dermocosméticos, porque exercem função esfoliante, reduzindo o excesso de células mortas e deixando a pele mais lisa e sedosa. No caso da Buona Vita, o material foi substituído por microesferas vulcânicas. “A vantagem é que essa matéria-prima tem certificação Eco Cert, já que é de origem mineral e 100% natural, além de exercer a mesma função, tudo sem causar danos ao meio-ambiente”, diz.

 

Um dos produtos da marca livres de polietileno

A executiva ressalta ainda que essa não é a primeira vez que a empresa opta pela substituição de substâncias nocivas à natureza. Recentemente, a marca deixou de usar óleo mineral. “Além dele ser um ativo potencialmente alergênico, também é extremamente prejudicial ao meio-ambiente. Para se ter uma ideia, um litro de óleo mineral pode contaminar um milhão de litros de água potável”, finaliza.

SAC Buona Vita: (41) 3023-1855.

Fotos: Divulgação e Shutterstock

VEJA TAMBÉM: 

* 6 ATITUDES RESPONSÁVEIS PARA DESCARTAR O LIXO DO SALÃO
* RESPEITO À NATUREZA
* ÁGUA: DESPERDIÇAR JAMAIS

 


Tags: