Sebrae dá dicas para enfrentar a crise econômica mantendo o lucro e os clientes

19/08/2015 | Patricia Santos

A partir de hoje você confere, todos os meses, dicas indispensáveis do Sebrae para aprimorar seu próprio negócio e ter cada vez mais destaque no mercado.


Momento para inovar, por Luiz Barreto, Presidente do Sebrae Nacional

O segundo semestre de 2015 desponta para o setor de beleza como um momento de inovação para superar transições e alcançar novas oportunidades. Muito mais do que potencializar outros cenários, fazer diferente permite o aprimoramento dos processos do salão, o fortalecimento do design de serviços e, principalmente, a criação de atitudes e rotinas que permitam entregar mais do que o esperado.  

O período deve marcar também o exercício de gerar valor continuado, seja por meio do desenvolvimento de novos serviços, da extensão dos cardápios oferecidos ou mesmo do aprimoramento dos carros-chefes do empreendimento. É tempo ainda de gerenciar para a mudança, preparando os pequenos negócios do setor para a construção de novos cenários baseados em experiências, conveniências e potencialidades.

Quatro dicas estratégicas para manter os lucros e não perder clientes
Em 2015, a escalada do dólar, a nova tributação dos cosméticos, a crise hídrica e a alta tarifa de energia elétrica têm demandando dos salões a revisão de atitudes cotidianas e a adequação de produtos e processos. A criatividade e o uso consciente de produtos e insumos podem ser a saída para manter os lucros e não perder consumidores.

Veja essas e outras dicas para incrementar seu negócio de beleza no Boletim do Sebrae de Tendências e Oportunidades. É só clicar aqui. 

Dólar em alta, desperdício em baixa


Cerca de 80% dos cosméticos usados no Brasil têm suas matérias-primas importadas e sofrerão as consequências da alta contínua do dólar. As alternativas para evitar repassar o incremento no custo aos consumidores passam por analisar a possibilidade de usar similares e criar combos promocionais com a utilização de insumos importados em dias de menor movimento no salão. A revisão dos procedimentos para a eliminação de desperdícios de produtos também é outra estratégia fundamental. Ao ampliar o rendimento, o empreendedor estará diminuindo os custos e potencializando os lucros. Saiba mais como qualificar seu pequeno negócio. 

Nova tributação, outra gestão


Dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), mostram que a mudança no formato de tributação dos cosméticos, válida desde maio, pode aumentar em até 12% os preços dos produtos. O cenário demanda que os empresários fiquem atentos para a gestão do negócio. O momento é de intensificar as soluções criativas para diminuir os custos e garantir o atendimento – mesmo que seja necessário repassar parte das despesas ao consumidor.

Entregar mais do que o esperado é a chave para fidelizar clientes. Na prática, isso pode significar uma pequena massagem nos serviços de pedicure ou uma secagem com modelagem dos fios na aquisição de um corte, além de repensar o design de serviços do salão. Veja mais dicas sobre esse tema. 
 
Feche a torneira


A crise hídrica exigiu de muitos empreendimentos criatividade para garantir um atendimento diferenciado. Entre as soluções desenvolvidas, estiveram campanhas de conscientização, revisão da estrutura física do salão para sanar vazamentos e capacitação dos profissionais para garantir um consumo sem desperdícios. Muitos salões desenvolveram uma iniciativa inédita em que, a partir de conversa com o consumidor, o cabelo era apenas borrifado para que o corte fosse feito, poupando a água da lavagem.

Desligue o consumo desnecessário


A alta da tarifa de energia elétrica impactou a rotina dos salões. As soluções para superar essa questão são analisar o consumo, estimular atitudes mais conscientes da equipe e dos consumidores e revisar as instalações do salão para assegurar que não há desperdícios. Substituições estruturais, como trocar lâmpadas e alterar o layout do empreendimento, podem trazer bons resultados de eficiência energética no longo prazo. Saiba como incluir novas rotinas energéticas em seu pequeno negócio.
 
O Sebrae (ou Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) promove, diariamente, a competitividade e o desenvolvimento sustentável de empresas de micro e pequeno porte. As soluções desenvolvidas pela entidade atendem desde o empreendedor que pretende abrir seu primeiro negócio até pequenas empresas que já estão consolidadas e buscam um novo posicionamento no mercado.
Para saber mais, acesse www.sebrae.com.br.

LEIA TAMBÉM:

* 7 LIÇÕES DE SUCESSO PARA APLICAR NA LOJA DO SALÃO AGORA
* 5 TÉCNICAS PARA SER UM MESTRE DA CRIAÇÃO
* ESPECIAL NOVOS RUMOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE BELEZA NO BRASIL 

 


Tags: