Seis dicas indispensáveis para um detox capilar eficiente

Saiba como turbinar o serviço que mantém a saúde dos fios e ter uma clientela cada vez mais satisfeita

13/09/2017 | Redação

Nós já falamos aqui da evolução do Detox Capilar e das novidades que os salões podem oferecer na hora de realizar o protocolo. Agora chegou a hora de revelar dicas para turbinar o serviço e torná-lo realmente eficiente. Confira!

1- Acerte na frequência

 Apesar de indicado para todos os tipos de cabelo, não dá para abusar do detox. “Sua aplicação semanal é contra-indicada, pois como as cutículas são abertas durante o processo, acaba retirando o manto hidrolipídico, uma película protetora contra a perda de água e invasões indesejadas, formada por lipídios da pele, material das glândulas sebáceas e líquidos produzidos pelas glândulas sudoríparas”, explica Marcela Buchaim (SP). Para a dermatologista Mariana Marteleto (RJ), o procedimento deve ser realizado a cada 15 dias com objetivo de minimizar a oleosidade. Em outras situações, a cada 30 dias ou até de dois em dois meses.

2- Redobre a atenção

Couro cabeludo com feridas ou vermelhidão – O hairstylist Rodrigo Benfica, da Academia Aneethun, avisa que é necessário esperar que o problema seja resolvido e que a pele da região volte à cor normal antes de partir para o detox capilar. Busque orientar a pessoa a consultar um dermatologista ou médico especialista em tricologia.

Fios extremamente ressecados – “Primeiro recomendo uma reconstrução da fibra e só depois o detox capilar, garantindo cuidado da raiz às pontas. Outra dica importante é com relação ao pH do xampu. O ideal é que não seja muito ácido, pois acaba provocando um ressecamento e consequente perda de brilho e movimento”, completa o hairstylist.

Cabelos coloridos – Fios tonalizados podem desbotar com o detox capilar, portanto não descuide da análise do fio e da hidratação.

3- Indique a manutenção

Após o detox capilar, é imprescindível aconselhar a pessoa a continuar o tratamento em casa com a utilização de produtos de qualidade e específicos, complementando o protocolo realizado no salão e potencializando os resultados.

4- Aproveite as estações

Sabia que o detox capilar pode preparar as madeixas para as mudanças das estações? “Antes do verão, garante fios mais nutridos e saudáveis para enfrentar as agressões de sal, cloro etc. O mesmo vale para o outono, tornando o cabelo mais preparado para a temporada de secadores e água quente”, indica Renata Souza. 

5- Faça a massagem certa

A dermatologista Mariana Marteleto (RJ) reforça que as manobras feitas durante a aplicação dos produtos são um diferencial no detox capilar. A manipulação do couro cabeludo estimula a circulação sanguínea local e potencializa a permeação dos ativos. Segundo ela, o aumento do fluxo de sangue permite que mais nutrientes necessários para um crescimento dos fios saudável, como vitaminas e minerais, se direcionem a esta área. “A massagem estimula as células do folículo piloso e acalma o couro cabeludo”, completa Rodrigo Benfica. De acordo com o hairstylist, os movimentos, com as pontas dos dedos, devem ser circulares e vagarosos, pressionando levemente a cabeça, começando pelas extremidades e seguindo em direção ao centro.

6- Vá além do cabelo

Promova o Detox Day no salão! Ofereça o tratamento capilar e também bebidas desintoxicantes à clientela. Anote esta receita de Suco Verde do Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa, em Gramado (RS): bata no liquidificador 200 ml de água de coco, ½ maçã, 1 lasca de gengibre, 10 folhas de hortelã e 1 folha de couve (com talo) e sirva em seguida. Essa quantidade serve de uma a duas pessoas.

 

Texto: Françoise Gregório (CABELOS&CIA BC)
Fotos: Shutterstock


Tags: