Sobrancelhas de ouro: dicas indispensáveis para investir nesse negócio

Por Patricia Santos em sex, 25/11/2016 - 14:03

Locais específicos para cuidar das sobrancelhas pipocam por todos os Estados brasileiros. O setor tem apresentado um crescimento vertiginoso, apesar do momento delicado pelo qual passa a economia do País. Quem está à frente dos espaços mais consagrados vê com boas perspectivas o segmento. “Mesmo em tempos de crise, as pessoas não deixam de se preocupar com a imagem, ao contrário. Elas continuam se cuidando, seja para procurar um novo emprego ou por motivo pessoal. O mercado continua em plena expansão”, comemora Luzia Costa, fundadora da Sóbrancelhas. “Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), a estimativa aponta que os brasileiros consumiram cerca de R$ 50 bilhões em produtos e tratamentos de beauté em 2015.

sobrancelha4

O setor é um dos maiores geradores de oportunidades do País. Somente a Sóbrancelhas foi responsável pela ocupação de 825 vagas diretas e 200 indiretas”, conta Luzia. Um serviço de beleza que deu certo! Assim define Ana Paula Abreu, consultora há mais de 15 anos e fundadora da Gestão Beleza, especializada no estudo e aconselhamento do mercado de estética. “Não é mais moda. Cuidar do olhar virou rotina na vida das mulheres e o negócio explode no País. O setor é excelente, gerou emprego de profissionais especializados e aumento do tíquete médio nos salões”, constata. De acordo com ela, para ser ainda mais rentável, o estabelecimento deve incluir, além de design, outros serviços, como alongamento e permanente de cílios, dermopigmentação, micropigmentação, depilação e venda de produtos.

SALÃO, FRANQUIA OU ATENDIMENTO DOMICILIAR?

As duas primeiras opções são as mais rentáveis, segundo a visão de Ana Paula Abreu. A franquia dá um respaldo maior para investidores iniciantes e para os salões. Fomentar esse serviço garante um aumento considerável do faturamento, como um novo trato agregado. “Nossa equipe fez um estudo em um espaço na zona sul de São Paulo e indicou a abertura de duas salas especializadas. Uma dupla de profissionais foi contratada e em menos de três meses as agendas delas estavam lotadas. Resultado: a conquista de uma nova clientela fiel e aumento mensal de 20% no faturamento.”

Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), em 2015, o segmento de beleza ficou em terceiro lugar na composição de faturamento do franchising que, por sua vez, cresceu 8,3% comparado ao ano anterior. “O País vem enfrentando uma fase econômica difícil, mas o setor de franquias se mostrou contrário a esse cenário, apresentando um ótimo desempenho – e nós somos exemplo disso. Além de darmos aos nossos franqueados a oportunidade de crescer junto com a marca, por meio da qualidade dos serviços, ainda oferecemos o diferencial de ter uma linha de cosméticos próprios. E também orientamos o empreendedor sobre os cuidados e riscos de cada procedimento, um diferencial que agrada e fortifica a parceria”, explica Luzia Costa.

sobrancelha6

Para a empresária, há muito espaço para crescer. “Os resultados comprovam nosso sucesso no Brasil e, em breve, em outros países. Usamos este momento de crise para reaquecer a economia”, afirma. Para Fatima Bahia, expert em micropigmentação e proprietária da F&R Microcenter, com endereços no Rio de Janeiro e em São Paulo, quem quer entrar no setor deve estudar bastante, fazer cursos, ler, se profissionalizar para, então, abrir um local e conquistar clientela. Ela lembra, ainda, que é fundamental oferecer um serviço diferenciado. “As clínicas se multiplicaram e com elas veio o conceito de ‘sobrancelha clonada’. É a ideia de que a mulher deve copiar o look de capa de revista. Essa é uma visão distorcida da realidade. É preciso avaliar as proporções do rosto, a musculatura facial e conversar com a cliente para entender o que a incomoda. Não pregue o conceito de moda. Cada pessoa tem seu próprio estilo e um desenho ideal”, orienta.

DICAS PARA VENCER NO SEGMENTO

  • Faça um planejamento do negócio.
  • Estude minuciosamente o mercado.
  • Além de identificação com o setor, é necessário amar a área de estética.
  • Para lidar com a imagem das pessoas, é preciso ser proativo e honesto com a cliente.
  • Atendimento cordial é essencial para o salão prosperar. O sentimento de ser tratado bem gera fidelidade da clientela à marca. A segurança, a limpeza e a educação também contam pontos.
  • Orientar sobre os riscos dos procedimentos é um cuidado extra importante para todos.
  • Mantenha-se atualizado(a). Estudar e se qualificar por meio de cursos de especialização aumenta a experiência e mantém o beauty artist plugadocom as novidades da área, além de ajudá-lo a dominar o mercado ao oferecer serviços de alta qualidade.
  • Caso não seja profissional, contrate somente gente especializada na área.

 

CASE DE SUCESSO

sobrancelha5

Especializada na produção do olhar, a primeira loja da Sóbrancelhas nasceu em Taubaté (SP), em 2013, por meio da iniciativa da empresária Luzia Costa. Logo ganhou vulto e abriu a oportunidade para que outros empreendedores conquistassem seu espaço por meio de franquia. A marca foi pioneira no sistema de quiosque, o que gerou resultados surpreendentes e aumentou sua visibilidade. Hoje, cerca de 85­mil pessoas são atendidas mensalmente nas unidades da rede (atualmente, há 165 ­espalhadas em 17 estados).

 

Quais os cuidados que o empreendedor deve ter ao escolher uma franquia na área de sobrancelhas?
É necessário pesquisar o mercado e procurar setores com os quais tenha afinidade: como está o desempenho, quais são as possíveis dificuldades a serem enfrentadas e as melhores estratégias. Depois disso, é importante estudar minuciosamente a rede de interesse.

Qual é o capital necessário para ter uma franquia da Sóbrancelhas?
O investimento varia de R$­90­mil a R$­160­mil, com três opções de negócios: quiosque, loja tradicional e truck. O lucro médio é de 45% a 50% e a projeção do retorno é de cerca de 18­meses.­ Até o final do ano, a marca planeja chegar a 300­unidades em operação e alcançar um faturamento estimado em R$­50­milhões.

sobrancelha3

E na abertura por conta própria?
Para abrir um negócio num mercado tão competitivo, em de ser uma ideia muito boa e que tenha qualidade e bom preço. É difícil você chegar com algo diferente e conquistar o público com facilidade, por isso um estudo deve ser feito para analisar qual a necessidade da clientela da região onde se pretende instalar o empreendimento. Muitas vezes é mais viável investir numa franquia que está consolidada.

­

Na sua experiência de empresária vencedora, quais as maiores dificuldades a serem vencidas?
O caminho é difícil, com alguns obstáculos, porém com determinação e sem pensar em desistir, os bons tempos e o crescimento virão.

­

Qual o segredo do seu sucesso pessoal como empreendedora?
É a determinação. Nunca pensei em desistir e acreditava em um futuro melhor. Além disso, amo o que faço, bem como o setor. Esses pontos garantiram o meu bom desempenho. No caso da Sóbrancelhas, o brilho se deve à qualidade dos serviços: a segurança dos produtos usados, 100% descartáveis, a linha completa de cosméticos específica para tratamento e fortalecimento dos pelos e da pele, a orientação dada à cliente sobre os cuidados e os riscos de cada procedimento.

­­

sobrancelha2

Qual é a importância de oferecer um menu de serviços completo para embelezamento do olhar e não trabalhar apenas com design de sobrancelhas? Qual é o mais procurado?
Temos 111­ tipos de atendimento para o embelezamento do olhar e da face e um dos mais procurados é a aplicação de hena.

Quais os planos para o futuro?
No segundo semestre deste ano, planejamos realizar mais 50­operações. Já temos 40­contratos assinados, o que irá ­gerar 250­ novas oportunidades de emprego. A previsão é dobrar o faturamento, alcançando uma receita de R$­50­milhões em 2016 – e chegar a 220­unidades e 300­negócios fechados.

 

 

Texto: Carmen Cagnoni (ediçãoo de web: Patricia Santos)
Fotos: divulgação.