Sylvio Rezende responde às dúvidas dos leitores da Cabelos&cia

23/06/2016 | Patricia Santos

Nosso amado colunista Sylvio Rezende adora responder às questões dos leitores da Cabelos&cia. Selecionamos oito delas que também podem ser suas dúvidas! Confira!

1. Qual é a maneira certa de trabalhar com dois tons?
Mara Silva, São Paulo
Num serviço de coloração, sempre aplico de duas a quatro tonalidades simultaneamente. Pense assim: se colorir toda a cabeça para depois clarear, o trabalho será imenso! Para facilitar as coisas, experimente a técnica que chamo de “encapado artístico”. Primeiro, prepare as colorações separadamente, uma em cada cumbuca. Em seguida, o pó descolorante. Divida o cabelo em cinco partes: uma no topo, uma em cada lateral e duas atrás. Comece pela nuca, costurando mechas finas com pó descolorante. Depois, aplique uma camada de tinta e siga intercalando com tons diferentes. Observe constantemente se as mechas atingiram o clareamento desejado – em caso positivo, retire o pó com água e deixe as outras cores agindo. Ao final do tempo de ação, por volta de 47 minutos, remova tudo e massageie com a própria tinta, criando um efeito marmorizado.

sylvio-rezende-5

2. Como separar corretamente o cabelo ao cortar ou colorir?
Fátima Campos, por e-mail
Dividir os fios em seções é essencial para executar um bom serviço de corte ou de cor, Fátima! Normalmente, separo assim: um losango no topo, um risco de orelha a orelha e, na parte de trás, duas divisões. São cinco para mechas e coloração e quatro para retoques de raiz. Na hora de cortar, indico cinco a seis – com exceção dos cortes retos, que pedem apenas três!

3. Franja reta está na moda?
João Pedro, Belo Horizonte
Franja reta continua nas paradas, sim – no último Grammy, várias celebridades desfilaram com as suas. Uma dica importante é estar atento ao tipo de rosto da cliente: os quadrados pedem o modelo levemente arredondado dos lados, e o triangular, franjas mais grossas e desfiadas nas laterais. Já os redondos e ovais ficam ótimos com todos os modelos.

sylvio-rezende-2

4. Como retirar o alaranjado de um cabelo natural loiro-escuro (6.0) com luzes antigas sem cortar nem colorir a cabeça toda?
Andréa, São Paulo
Resolver é mais simples do que parece. Faça a raiz com 6.0. Ao terminar o retoque, use a mesma cor para fazer luzes invertidas. Dessa forma, você irá disfarçar o alaranjado sem escurecer muito. Ela ainda permanecerá com fios claros, porém com o laranja “abafado” pelo loiro-escuro.

5. Como é feita a técnica de esfumar a raiz?
Luciana Tsunada, Dourados
Famosas como Tania Khalill, Adriane Galisteu e Fátima Bernardes já aderiram ao look esfumado. Para fazê-lo, é preciso aplicar coloração (altura 6 ou 7) na raiz e, a partir desse fundo, descolorir alguns fios (com pó descolorante + OX de 20 vol.) até a metade da cabeça. Do meio para baixo, utilizar OX de 30 vol. e deixar clarear até atingir um caramelo dourado. Depois, aplicar 7.31 em todo o cabelo. Ele ficará mais escuro e o uso de duas volumagens deixará metade em tons de mel e pontas mais claras, criando um degradê incrível.

sylvio-rezende-1

6. Como convencer uma cliente a cortar a cabeleira longa (e muito detonada)?
Jucimara, por e-mail
Bom amiga, sua pergunta já ajuda bastante na resolução desse caso. Os cabelos dela estão estragados, certo? Não há argumento melhor do que esse! Depois de molhar os fios, leve a pessoa para a frente do espelho e mostre como eles estão frágeis. Simule os possíveis tamanhos, exemplifique com fotos de cortes variados, fale também sobre o formato do rosto e do visagismo em geral. Separe uma pequena área e faça o teste de mecha – creme colorante ou pó descolorante, por exemplo. O resultado certamente irá assustá-la. Você provará a ela que não adianta ter um cabelão repleto de pontas duplas e sem vida! Nada melhor do que uma boa avaliação e muita conversa, sempre com olho no olho e profissionalismo.

7. Qual o melhor corte para cabelo afro?
Reiszineia Leite, via Facebook
Normalmente, os étnicos tendem a criar mais volume na região lateral da cabeça, proporcionando um aspecto de rosto cheio. O recomendado para esse tipo é cortar, num ângulo de 90 graus, as camadas de cima para baixo e mantendo a base levemente arredondada. Se os fios são curtos, o melhor é o corte assimétrico com a nuca alta e “degrafilada”. Mas atenção, nunca use navalha ou tesoura desfiadeira, para não armar ainda mais o cabelo. Finalize com ativador de cachos, dando forma e garantindo hidratação das madeixas.

sylvio-rezende-4

8. É possível fazer mechas californianas em fios pretos?
Cristiane Pereira, via Facebook
As técnicas ombré ou californiana são megaindicadas para quem deseja se livrar dos tons escuros. A dica é produzir luzes bem fininhas em tons de chocolate, marrom ou acobreado – evite loiros e platinados, ok? Um bom repicado fecha a produção com chave de ouro!

 

Texto: Annamaria Aglio (edição de web: Patricia Santos)
Fotos: divulgação, reprodução internet e Shutterstock