Tudo que você precisa saber sobre alongamento para ser uma fera no assunto

04/01/2016 | Patricia Santos

Alongamento, extensão, mega hair… Jamais as mulheres curtiram tanto a onda de usar esse artifício como se fosse um acessório, oportunidade perfeita para os cabeleireiros faturarem como nunca! Do ponto de vista profissional, tudo isso significa um caminho aberto para criar, vender, colocar e até alugar cabelos. A apresentadora Eliana, por exemplo, é fã e tem vários para se montar no programa, todos criados por um hairstylist que, além de usar madeixas naturais de qualidade, praticamente iguais às dela, também se esmera em deixá-la sempre fashion. A última proeza dele foi uma franja falsa, que ela adorou mostrar na telinha. Aliás, a customização, ou seja, o serviço feito sob medida para o gosto e as necessidades da clientela, é uma opção cada vez mais adotada pelos profissionais em busca de diferenciação no mercado.

tudo-sobre-alongamento-2

A ideia é comprar fios de boa qualidade e montar as extensões com um objetivo, seja ele manter o tom das mechas, criar um efeito de luz ou, ainda, corrigir imperfeição. “A customização pode ser feita em todos os métodos”, comenta Luciana Alvarez, do salão Scenario Cabelo+Arte, em São Paulo. O processo é simples: basta misturar cabelos de diferentes tonalidades. “A mescla deve ser feita partindo do topo da extensão”, diz. Depois, segure na ponta e penteie com cuidado para não perder material. “Isso exige sensibilidade do olhar de cada profissional”, finaliza. O serviço pode ser uma opção também para as mulheres com doenças como o câncer, que deixam as madeixas enfraquecidas e com queda. Uma das táticas da expert Luciana é o uso de apliques móveis. “Recentemente, fiz uma franja de tic-tac para uma cliente pós-quimio que estava com 5 cm de comprimento. O item dá volume sem enfraquecer os fios.

Todos os tipos
Cada método tem suas particularidades, ou seja, apresenta características positivas e negativas que você deve levar em conta. Confira! 

TIC-TAC
É aplicado por meio de presilhas bem perto do couro cabeludo.

tudo-sobre-alongamento-4

Prático, leva dez minutos para colocação e pode ser usado em ocasiões especiais. Requer checagem de vez em quando, pois pode escorregar no decorrer do dia.

NÓ ITALIANO
Um elástico especial prende as mechas nos cabelos.
O método permite a combinação de cores e a manutenção é feita em quatro meses. A colocação demora cerca de quatro horas.

MICROLINK
O alongamento é preso por meio de anéis metálicos, mecha a mecha.
O método, que proporciona madeixas longas sem danificar, é fácil de aplicar e remover. No entanto, não se indica colocar em fios extremamente lisos, pois podem não fixar.

ADESIVO
A cabeleira vai presa em mechas em lâminas adesivas, que são, então, coladas à ela.

tudo-sobre-alongamento-6

O procedimento causa menos danos se comparado a outros. O aplique não fica aparente e leva 30 minutos para ser colocado. É contraindicado o uso de produtos que contenham álcool, etanol, óleo ou sal.

TELA COSTURADA
O aplique é colocado por meio de uma costura próximo ao couro cabeludo.
O resultado é bastante discreto. As chapinhas e os secadores são liberados, pois não há cola. A manutenção é feita a cada seis semanas, pois as madeixas naturais precisam de hidratação. 

ENTRELAÇAMENTO
O cabelo é todo trançado e a extensão de tela é costurada nas tranças.
Como não usa produtos químicos, como cola, pode ser feito em curtos e em qualquer tipo de textura, como os afros. “No entanto, resíduos de xampu podem se acumular e causar fungos, por isso requer manutenção mensal”, revela Nilta.

EXTENSÃO DE QUERATINA
As mechas são aplicadas com cola de queratina próximas à raiz, em pequenas quantidades, criando um efeito natural.

tudo-sobre-alongamento-5

Segundo Luciana Alvarez, o procedimento provoca menos danos à cabeleira porque, além de ser superleve, permite visualizar a quantidade ideal de mechas a serem aplicadas e a distância da raiz, diminuindo as chances de quebra do fio. No entanto, essa extensão não pode ser aplicada em madeixas danificadas. 

Famosas que amam apliques
Como as atrizes de A Regra do Jogo tiveram seus visuais transformados com apliques. Quem conta tudo são os experts Alê de Souza, supervisor de caracterização da TV Globo, e o hairstylist Gilvete Santos. 

Roberta Rodrigues

tudo-sobre-alongamento-roberta-rodrigues

A Ninfa usa uma tendência fortíssima do verão: raízes mais escuras e comprimento e pontas platinados. Inspirado na cantora Nicki Minaj, o método utilizado é o de queratina.

Susana Vieira

tudo-sobre-alongamento-suzana-vieira

Adisabeba tem cabelão blond em degradê que bate nos quadris. A atriz recebeu apliques de mechas loiras e teve a mesma cor trabalhada em sua cabeleira natural, preservando a raiz mais escura. A técnica escolhida também foi extensão de queratina.

Vanessa Giácomo

tudo-sobre-alongamento-vanessa-giacomo

A protagonista teve as mechas costuradas no cabelo para viver a Tóia. As madeixas são da mesma cor do castanho natural da atriz. O resultado é um look com camadas nas pontas e franjão abaixo do queixo para garantir movimento e naturalidade

Sete dicas indispensáveis para arrasar nas extensões

1. EXAMINE A CLIENTE
Segundo a cabeleireira Nilta Murcelli, do Nilta Perucas, em São Paulo, só é possível um bom resultado depois de um exame minucioso da textura natural das madeixas e, consequentemente, a criação de uma extensão compatível. “Se colocar uma mecha com cabelos mais grossos do que o fio dela, o erro é visível”, diz. 

2. ENTENDA O SEU DESEJO
Para a cabeleireira Luciana Alvarez, reservar um tempo para o bate-papo é essencial para definir a técnica escolhida. “Busque entender profundamente o efeito que ela deseja causar. A partir daí, escolha a mais indicada”, afirma. Nessa conversa, por exemplo, questione se ela quer somente volume, comprimento ou ambos.

3. SEJA TRANSPARENTE
Nunca deixe de explicar para a freguesa como funciona o método escolhido. Indique as opções disponíveis e argumente quais as vantagens de cada uma delas antes de bater o martelo. “Você pode dizer que os apliques adesivados, por exemplo, não substituem a queratina, mas são uma boa solução para usar em uma ocasião especial por pouco tempo”, comenta. 

4. OPTE PELO EQUILÍBRIO
Um dos erros mais cometidos nessa seara, independente do método escolhido, é acumular mechas na parte superior. É a famosa “cuia”, que deixa o topo da cabeça similar a um capacete. Para escapar dessa cilada, basta fazer uma finalização equilibrada no topo, na lateral e na área posterior.

tudo-sobre-alongamento-escova5. MIRE NO RESULTADO
O corte correto em camadas, repicado ou até mesmo reto e a cor da extensão são essenciais. Na hora de pentear, opte por modelos específicos, como a Mega Hair Raquete Marco Boni (foto).

6. OFEREÇA NOVIDADES
Sua clientela quer brincar de mudar o visual? Os apliques móveis servem para dar volume, criar uma franja, alongar um rabo de cavalo e até mudar a cor! No ano passado, a grife HairDo criou o 16” Ombre Extension, uma tela com fios de 40 cm inspirados na técnica ombré hair.

7. ESCOLHA O MELHOR
A qualidade da extensão faz a diferença na hora de cativar seu público. Segundo Susana Reichencheim, diretora da Euro.So.Cap, o profissional deve levar em consideração a procedência do cabelo. “Considero os indianos os mais adequados porque são virgens e resistentes”, ressalta.

Lucro à vista

Qual é a melhor maneira de faturar com esse serviço?
Explore as várias possibilidades, como indicar a colocação de uma franja, aumentar o volume ou criar mechas. “Pense em não ganhar uma única vez e sim ter essa cliente sempre em sua cadeira”, diz Luciana. 

Como cobrar?
A melhor maneira é oferecer um valor fechado que inclui cabelo, cor e mão de obra. “Peça o pagamento de uma parcela do custo do alongamento e o restante a ser pago assim que se feche o trabalho”, diz.

É legal ter apliques na loja?
Sim. Quem frequenta salões adora conhecer as novidades de perto, como tic-tac ou o permanente. “O ideal é manter a quantidade para fazer pelo menos duas cabeças nos tons de loiro, que são os mais pedidos”, recomenda Susana Reichenheim, diretora da Euro.So.Cap. Apresentar um portfólio dos trabalhos também é uma boa. “Assim você enche os olhos da candidata”, finaliza.

tudo-sobre-alongamento-1

É possível cobrar por aluguel?
Sim, no caso de penteados para eventos especiais, o profissional pode determinar um valor para uso por período.

 

Texto: Geiza Martins
Fotos: divulgação e Shutterstock