Veja os melhores momentos da International Professional Fair

15/07/2015 | Patricia Santos

No último fim de semana, a capital mineira, Belo Horizonte, foi palco da 12ª edição International Professional Fair, uma das maiores feiras brasileiras de beleza profissional.
 
O evento, que aconteceu de 11 a 13 de julho, reuniu mais de 55 mil visitantes, entre cabeleireiros, maquiadores, manicures, esteticistas e empresários, que puderam conferir as novidades de aproximadamente 400 marcas, além de uma rica programação educacional com workshops, seminários, congressos, campeonatos e fórum de negócios.
 

Um dos destaques do evento, foi o show da Intercoiffure Brasil, comandado pelos hairstylists Manno Escobar e Charbel Chelala. Outro ponto alto da Professional Fair foi a festa de entrega do Troféu Mãos de Minas, uma parceria entre a Cabelos&cia e o evento, que homenageou os profissionais de maior relevância no cenário mineiro. A cerimônia de entrega foi comandada pelos experts Sylvio Rezende e André Sartori e foi seguida por um show para lá de animado do grupo Sambô.
 
Nós conversamos com o diretor geral da Professional Fair, Alexandre Araújo, que falou sobre a importância do evento para o mercado brasileiro de beleza. Confira!
 
Cabelos&cia On-line: Qual a principal missão de uma feira do porte da Professional Fair tanto para quem visita como para quem expõe?
Alexandre Araújo: Nosso objetivo é ser uma alternativa para aqueles empresários que queiram atingir os mercados do Rio de Janeiro, norte de São Paulo, Espírito Santo, Goiás, sul da Bahia e, claro, todo o estado de Minas Gerais. Digo isso porque em Minas é possível oferecer uma atividade turística para o visitante, além da experiência de visitar uma feira de beleza, se divertir e ainda renovar seus conhecimentos e conferir as tendências e lançamentos do mercado. E nós estamos sempre trabalhando para isso, melhorando principalmente a área educacional. Esse ano, por exemplo, nosso Congresso de Podologia foi coordenado pela melhor escola de podologia de Minas, o de Estética trouxe alguns dos melhores especialistas do país e o de Maquiagem foi organizado pela mesma empresa que faz o maior evento da categoria, que acontece anualmente em São Paulo. 
 
No que a feira de diferente de outros grandes eventos do segmento?
A principal diferença que percebemos é maior proximidade que é gerada entre o expositor e o visitante, especialmente no que se refere à fechar negócios durante o evento. No nosso caso, atendemos profissionais e empresários que visam regiões fora do eixo Rio-São Paulo, que, muitas vezes são mercados de potencial econômico pouco explorado. Isso também acontece em relação ao visitante. Por exemplo, na Professional Fair, o Congresso de Maquiagem custa 25% menos do que custaria se fosse realizado em São Paulo, o que torna a relação custo-benefício para o profissional muito maior.
 
De que forma você acredita que a atual crise econômica brasileira pode refletir na Professional Fair, no mercado mineiro e no mercado nacional?
Se falarmos só da quantidade de visitantes e expositores, eu te diria que não. Do ano passado para cá crescemos entre 11 e 12%, o que considero uma estabilidade, mas conseguimos fechar a planta da feira em menos tempo em relação a 2014, por exemplo. Mesmo não tendo estandes imensos, muitas empresas fazem questão de estar aqui, o que é uma tendência mundial. Pelo que tenho percebido, muitos expositores tiveram mais dificuldades no começo do ano e agora eles tendem a começar uma recuperação. Mas sairá na frente aquela empresa que se reinventar, porque o consumidor ainda está lá, mas seu desejo de compra hoje é menor, em função de outras demandas financeiras.
 
Nos últimos anos, o mercado brasileiro de beleza vem tendo desempenhos muito positivos. Como você enxerga esse cenário daqui para frente?  
O nosso mercado foi muito afetado, isso é fato. O que eu vejo é que aquelas empresas mais estruturadas, melhor organizadas, vão passar pela crise com maior facilidade e arrisco até a dizer que elas podem sair dessa fase ainda mais fortes. De qualquer forma, acredito que a tendência seja só de crescimento, que em um ano ou dois nós possamos começar a respirar.
 
Veja também alguns momentos da Professional Fair 2015: 


Visuais criados pela equipe da Intercoiffure Brasil


Os hairstylists Manno Escobar… 


…e Charbel Chelala no palco da Professional Fair, comandam o show da Intercoiffure Brasil


O ator Jonatas Faro… 


…e a modelo Helen Ganzarolli marcaram presença no evento


A Professional Fair recebeu caravanas de diversas partes do Brasil 


Movimentação nos estades da Professional Fair 


Movimentação nos estades da Professional Fair 


Sylvio Rezende (à direita) entregou o Troféu Mãos de Minas a Dierley Rodrigues (à esquerda), um dos principais hairstylists de Minas Gerais… 


…assim como Charbel Chelala… 


…e Bia de Jesus. 


André Sartori (à direita) entregou a homenagem ao maquiador Gil Marciano (à esquerda)… 


…e à manicure Fideláide Pereira.  


O colunista social Zezinho Divanah posa ao lado de Dierley Rodrigues. 


No palco, o grupo Sambô animou a festa. 
 


Tags: